Notícias

Novembro Azul: Dr. Felipe Doyle, médico Urologista do Hospital Imaculada Conceição esclarece dúvidas comuns entre os homens

Dr. Felipe Doyle. médico Urologista, membro do corpo clínico do Hospital Imaculada Conceição

Segundo o Instituto Nacional do Câncer, o câncer de próstata é o segundo tumor maligno mais comum nos homens no Brasil, com idade superior a 50 anos, ficando atrás apenas do câncer de pele.

Em alguns casos, a doença evolui de forma rápida e se espalha para outros órgãos, levando à morte. Mas a grande maioria cresce mais lentamente. Nos dois casos, a prevenção e tratamento preocupam os especialistas.

Com o intuito de estimular a população masculina a realizar o rastreamento do câncer de próstata, anualmente é realizada a campanha Novembro Azul, amplamente apoiada pelo Hospital Imaculada Conceição.

Buscando informar a população masculina sobre os fatores de risco e prevenção, o médico Urologista, membro do corpo clínico do Hospital Imaculada Conceição, Dr. Felipe Doyle, elaborou um resumo de tudo que é necessário saber para não ser surpreendido pela doença.

O que é a próstata?

A próstata é uma glândula presente nos homens, localizada na frente do reto e abaixo da bexiga. Sua função é produzir um líquido com compõe parte do sêmen, que nutre e protege os espermatozoides.

Os principais fatores de risco para o câncer de próstata são:

  • IDADE acima de 50 anos;
  • HISTÓRIA FAMILIAR, quando o paciente tem parentes de primeiro grau (pai, irmãos e tios) que tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos de idade;
  • Homens AFRODESCENDENTES;
  • OBESIDADE e SEDENTARISMO.

 

Sinais e sintomas da doença

Sabemos que o câncer de próstata em estágio inicial costuma não apresentar sintomas, mas à medida que o tumor evolui, podem estar presentes, principalmente, dificuldade miccional, presença de sangue na urina, dor nos ossos, dores abdominais e lombares.

Investigação e Diagnóstico

A investigação do câncer de próstata é simples. Consiste no exame de toque retal e dosagem do PSA, e tem por objetivo a detecção precoce da doença, quando o tratamento apresenta maiores chances de uma cura definitiva. Na suspeita de um tumor prostático, com elevação do PSA e/ou a presença de nódulos na próstata, realizamos a biópsia da próstata para confirmação diagnóstica.

Tratamento

Pode ser apenas vigilância ativa, em tumores pouco agressivos e em estágios iniciais, mas também pode ser necessário a realização de cirurgias, radioterapia, bloqueio hormonal e quimioterapia, dependendo do caso. As modalidades e opções de tratamento devem ser discutidas na ocasião do diagnóstico com o médico assistente, caso a caso, de forma individualizada.

Quem deve se submeter ao rastreamento do câncer de próstata?

  • Homens acima de 45 anos que tenham história familiar positiva para câncer de próstata e afrodescendentes.
  • Os demais devem iniciar o rastreamento a partir dos 50 anos de idade.

 
Dr. Felipe Doyle Maia Abuzaid, CRM-MG 51.584, médico especialista em Urologia do Hospital Imaculada Conceição

COMPARTILHAR